Bukkit.yml/pt

From BukkitWiki
Jump to: navigation, search
This page has been suggested for inclusion in the Official Documentation

This page has been marked for inclusion in the Bukkit Official Documentation section, Docs. You can deliberate about its inclusion on it's Talk page.

Bukkit.yml é um arquivo que lhe fornece uma ampla variedade de opções para configurar o servidor CraftBukkit.

Seções do YAML

Os títulos listados abaixo são as chaves de nível do arquivo YAML.

settings

Opções gerais do servidor CraftBukkit.

allow-end

Habilita o FIM. (boolean)

Default: true

warn-on-overload

Será a mensagem do servidor quando sobrecarregar. Exemplo "[WARNING] Can't keep up! Did the system time change, or is the server overloaded?". (boolean)

Default: true

permissions-file

O nome do seu arquivo de permissões personalizado. (string, filename)

Default: permissions.yml

update-folder

O nome da pasta para colocar plugins atualizados, o que irá ser movido durante a reinicialização. (string, foldername) Nota: A pasta deve estar na pasta plugins. Caminhos absolutos não funcionam.

Default: update.

ping-packet-limit

Atualmente desativado. Anteriormente: Quantos pacotes segundo a lista de ping ingame, pode usar no máximo. (integer, packets/sec)

Default: 100

use-exact-login-location

Desde quando o Minecraft adicionou o recurso de empurrar entidades para fora, sempre que eles estão presos dentro de um bloco, os jogadores encontraram-se frequentemente acima do local em que saíam quando vão logar de volta (especialmente se eles estivessem em uma caverna). Esta configuração permite que os servidores, desative ou ative esse comportamento. Se for true, vamos ignorar o comportamento do Vanilla de verificação de colisões e mover o jogador, se necessário, quando logar. Se for falso, vamos continuar a seguir o comportamento de Vanilla e mover os jogadores que "colidem" com objetos.

Default: false

world-container

O nome de uma pasta para armazenar todos os diretórios do mundo. Se não incluído no seu arquivo, o padrão é o diretório atual. (string, foldername)

plugin-profiling

Permite o uso do comando /timings (horários). Usado para medir o tempo feita para eventos do plugin.

Default: false

connection-throttle

O atraso antes que cliente tem, para se conectar novamente depois de uma tentativa de conexão recente. Um valor de 0 desativa o acelerador de conexão, mas deixa seu servidor suscetível a ataques (recomendado apenas para servidores de teste). (long, milliseconds)

Default: 4000

query-plugins

retorna a lista de plugins quando consultado remotamente. (boolean)

Default: true

deprecated-verbose

Avisos do servidor quando um plugin registra um evento obsoleto. O valor 'true'ou 'false' funciona como uma alavanca para essas advertências, enquanto o 'default' irá mostrar sempre um aviso a não ser que o evento em questão foi marcado por um desenvolvedor que não exige um aviso quando ele é registrado.(string)

Default: default

shutdown-message

Esta é a mensagem exibida para os clientes quando o servidor pára.

Default: Server closed

spawn-limits

Opções do servidor que determina quantos animais ou mobs podem aparecer em um espaço.

monsters

Esta configuração permite o servidor definir a quantidade de monstros que podem aparecer em um espaço.

Minecraft default: 70.

animals

Esta configuração permite o servidor definir a quantidade de animais que podem aparecer em um espaço.

Minecraft default: 15.

water-animals

Esta configuração permite o servidor definir a quantidade de animais aquáticos que podem aparecer em um espaço.

Minecraft default: 5.

ambient

Esta configuração permite definir a quantidade de criaturas em um ambiente (aka, morcegos), que pode aparecer em um espaço.

Minecraft default: 15.

Nota: Spawn de animais ou monstros não seguem esses limites. Eles têm seus próprios limites que os definem.

chunk-gc

CraftBukkit will check for check for chunks that should have been unloaded but for some reason failed to do so.

period-in-ticks

The ticks between each chunk garbage collection consideration. If set to 0, chunk gc will be disabled.

Bukkit default: 600.

load-threshold

Number of chunks that need to be loaded since the last garbage collection before considering garbage collection. If set to 0, chunk gc will be disabled.

Bukkit default: 0.

ticks-per

Opções de servidor que determinam o atraso de créditos para recursos específicos

animal-spawns

Esta configuração permite o servidor definir o atraso tick para animal-spawns.

Exemplo de uso:

  • Um valor de 1 significa o servidor tentará gerar animais cada tick.
  • Um valor de 400 significa o servidor tentará gerar animais cada 400 tick.
  • Um valor abaixo de 0 será redefinido para o padrão do Minecraft.

Nota: Se definido como 0, Spawn-animais será desativado. Recomendamos o uso de Spawn-animais para controlar este lugar.

Minecraft default: 400.

monster-spawns

Esta configuração permite o servidor definir o atraso tick para monster-spawns.

Exemplo de uso:

  • Um valor de 1 significa o servidor tentará gerar monstros cada tick.
  • Um valor de 400 significa o servidor tentará gerar monstros cada 400 tick.
  • Um valor abaixo de 0 será redefinida para defaul de Minecraftt.

Nota: Se definido como 0, monster-spawns vai ser desativado. Recomendamos o uso de monster-spawns para controlar este lugar.

Minecraft default: 1.

autosave

Esta configuração permite o servidor definir o número de ticks para cada save-all.

Examplo de uso:

  • Um valor de 1 significa o servidor tentará autosave no mundo a cada tick.
  • Um valor de 6000 significará o servidor tentará autosave no mundo a cada 5 minutos.
  • Um valor abaixo de 0 será redefinido para o padrão do Bukkit.

Minecraft default: 6000.

Bukkit default: 0.

Nota: Se você deseja deseja ajustar, lembre-se a configuração é por tick, e, portanto, deve ser definido como um número razoavelmente alto (6000 = 5 minutos a eficiência do servidor de pico).

auto-updater

controles para update.

  • enabled: (boolean) é o verificador de atualização habilitado. Padrão: true
  • on-broken: (array string) O que fazer se a versão do servidor é no é conhecido por ter um grande bug ou explorar. Pode ser "warn-ops" and/or "warn-console". Default: [warn-console, warn-ops]
  • on-update: (array string) O que fazer se a versão do servidor é desatualizado. Pode ser"warn-ops" and/or "warn-console". Default: [warn-console, warn-ops]
  • preferred channel: (string) Qual o canal de liberação é o preferido para este servidor. Pode ser "rb", "beta" ou "dev". Padrão: rb
  • Host: (string) A localização verificador de atualização. Você provavelmente nunca deve mudar isso, a não ser que você saiba o que está fazendo. Padrão: dl.bukkit.org

aliases

Esta seção permite mapear atalhos para comandos. Exemplo:

aliases:
        # Isso cria um novo comando chamado "canihasbukkit", que, quando usado ele executa "version"
    canihasbukkit: version
    
    # E isso irá executar tanto "save-all" e "stop" quando você digita "savestop"
    savestop: [save-all, stop]
    
    # Se já existe um comando chamado de "give", vai ser reescrito. Isso é útil se você tiver dois plugins
    give: somepluginsgive

database

Esta seção permite que você defina várias opções de configuração de banco de dados relacionados, ao banco de dados que será compartilhado por plugins que utilizam o servidor eBeans interno. A maioria dos plugins não usam isso. Alterar essas propriedades vão mudar a forma como todos os plugins que utilizam o servidor eBeans integrado com Bukkit irão conectar ao seu banco de dados.

  • username: (string) Username to connect to database. May be ignored depending on driver.
  • password: (string) Password to connect to database. May be ignored depending on driver.
  • isolation: (one of SERIALIZABLE, ...) Generally leave this alone unless advised otherwise.
  • driver: (string, JDBC class name) The JDBC driver class that should be used. See the documentation for your database's Java driver for this value.
  • url: (string, JDBC database URL) The URL to connect to the database. For MySQL/PostgreSQL or other server-client databases, this will generally include the hostname, port and database name. For file-based databases, such as SQLite, this will usually include the filename.

A seguir, são exemplos do que cada configuração seria semelhante para as duas aplicações de banco de dados mais comumente usados.


SQLite Configuration (default):

database:
  username: bukkit
  isolation: SERIALIZABLE
  driver: org.sqlite.JDBC
  password: walrus
  url: jdbc:sqlite:{DIR}{NAME}.db

Nota: As palavras {DIR} e {NAME} representam o diretório da pasta de dados do plugin e o nome do arquivo db individual. Eles são nomes válidos de variáveis que o Bukkit utiliza, portanto, alterar estas definições não são recomendados.


MySQL Configuration example:

database:
  username: {USERNAME}
  isolation: SERIALIZABLE
  driver: com.mysql.jdbc.Driver
  password: {PASSWORD}
  url: jdbc:mysql://{IP}:{PORT}/{DATABASENAME}

Nota: {USERNAME}, {PASSWORD}, {IP}, {PORT}, e {DATABASENAME} não são nomes de variáveis ​​reais que Bukkit usa como no exemplo SQLite. Eles representam apenas os dados que devem usar para obter a configuração do MySQL para funcionar corretamente.

*OPTIONAL* worlds

Esta seção permite que você defina geradores para os mundos que serão carregados no Bukkit por padrão.

Prereqs: Você deve ter o gerador já instalado, e desenvolvedor do gerador DEVE conter {{{load: startup}}} em seu plugin.yml.

Se você quiser que o seu mundo, denominado "world1 '(a mesma coisa que você tem como 'Level-name' em server.properties) e queria usar o CleanroomGenerator sem params, você pode fazer isso:

 settings:
   ...
 aliases:
   ...
 database:
   ...
 worlds:
   world1:
     generator: CleanroomGenerator

If you wanted some custom params:

 settings:
   ...
 aliases:
   ...
 database:
   ...
 worlds:
   world1:
     generator: CleanroomGenerator:10,stone,20,dirt,1,grass
Language   EnglishбеларускаяDeutschespañolsuomifrançaisitaliano한국어Nederlandsnorskpolskiportuguêsрусскийlietuviųčeština